Escreva a sua pesquisa

12 de julho de 2019

5 Cuidados a ter com a exposição ao sol

O sol faz muito bem a saúde, já que ele nos dá a vitamina D. Porém, como tudo na vida, a exposição ao sol excessiva pode ser muito prejudicial, por isso, é essencial ter cuidado na hora de sair à rua. 
5 cuidados a ter com a exposição solar

Perigos da exposição ao sol 

A exposição ao sol, mesmo com proteção, pode ser muito perigosa. Entre os perigos da exposição solar estão: cancro de pele, fotoenvelhecimento da pele, flacidez, manchas, linhas de expressão e rugas. A pele corre muitos riscos quando exposta ao sol. Além dos problemas anteriormente descritos, a exposição solar pode causar outros problemas na pele, são eles: 

Melasmas – São manchas de sol acastanhadas causadas pelo excesso de exposição solar durante a vida. É um transtorno cutâneo comum que pode surgir em qualquer pessoa. No entanto, as mulheres têm mais risco de desenvolvê-la. Os melasmas são mais comuns em mulheres grávidas, nas que tomam contraceptivos orais e também nas que fazem reposição hormonal durante a menopausa. O melasma também pode ser causado por fatores raciais e genéticos. 

Fitofotodermatoses – São manchas comuns causadas pela exposição solar. É resultado de uma inflamação pelo contato da pele com algumas frutas, especialmente as cítricas, como o limão. Quanto mais clara for a pele mais manchada ela ficará. Essas manchas têm tons de castanho e não causam ardência nem comichão. 

Melanose solar – Também conhecida como melanose senil, são manchas escuras, de cor castanho claro a castanho escuro, são pequenas, mas podem aumentar de tamanho com o passar do tempo. Elas aparecem somente nas regiões mais expostas ao sol como o rosto, o dorso, os braços, as mãos, os ombros e o peito. São mais frequentes em pessoas com pele clara, mas não têm relevo nem textura. 

Queratose – É uma ferida áspera, de cor esbranquiçada ou avermelhada, que não sara. A probabilidade de essa ferida se tornar um cancro de pele é de 20%. Essa ferida, além de ser áspera é endurecida. 

Diferenças entre os raios UVB e UVA 

UVB – Os raios de sol UVB não ultrapassam as nuvens, deixam a pele vermelha e queimada, auxiliam na fabricação da vitamina D, aumentam o risco de cancro de pele, e são abundantes entre as 10h e 16h e tem alto grau de intensidade. 

UVA – Os raios de sol UVA atingem a derme, camada mais profunda da pele, dando a aparência de um bronzeado. Eles ultrapassam as nuvens, ou seja, mesmo em dias nublados, eles podem atingir a pele. Responsáveis pelo bronzeado, rugas e manchas de pele, tem médio grau de intensidade, não é bloqueado totalmente com protetor solar, produzem vitamina D e são responsáveis pelo cancro de pele e envelhecimento precoce da pele. 

Tanto os raios UVA quanto os raios UVB são responsáveis por 90% da produção da vitamina D, essencial para o fortalecimento e formação dos ossos. 

5 cuidados a ter com a exposição solar 

1. Protetor solar – Quando se fala em exposição ao sol, o primeiro item que vem à cabeça de todos é o protetor solar. Escolha um protetor que proteja a pele de todos os tipos de raios de sol como o UVA e o UVB e com FPS de 15 a 50. Quanto mais clara a pele maior deve ser o fator de proteção. 

2. Não confie somente no protetor – Muitas pessoas, quando vão apanhar sol, aplicam apenas o protetor. Porém, é muito importante usar outros meios para se proteger do sol como chapéus e óculos. 

3. Apanhe sol nos horários certos – Quando for à praia ou piscina, prefira os horários antes das 10 horas da manhã e depois das 16 horas da tarde. 

4. Aplicação do protetor solar – Quando for se expor ao sol, faça a aplicação do protetor solar a cada meia hora, assim, garantirá mais proteção. 

5. Fique no sol por pouco tempo – Quando for apanhar sol, procure ficar pouco tempo, assim não correrá riscos de ter manchas de pele e cancro.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pela sua visita e pelo seu comentário.

Popular

Follow by Email